Notícia

Jornalista gay ganha maior prêmio do jornalismo nos Estados Unidos

O Prêmio Pulitzer de Reportagem especial foi dado à Eli Sanders por cobrir crime homofóbico

Jornalista Eli Sanders, do The Strange, ganha Prêmio Pulitzer

Em 18 de julho de 2009 a cidade de Seattle, nos Estados Unidos, foi cenário de um duplo homicídio que deixou Tereza Butz morta e sua parceira Jannifer Hopper no hospital. Foi um momento angustiante para todos da cidade, da comunidade LGBT e da família da vítima.

O escritor gay Eli Sanders, um editor associado ao jornal The Strange – jornal semanal da cidade de Seattle – registrou a tragédia para os leitores de 19 de julho de 2009 até o julgamento do assassino em 2011. Sua reportagem de dias com Jennifer Hopper no banco de testemunhas e seu relato do dia do horrível ataque deu à Eli Sanders a maior honra do Jornalismo: o Prêmio Pulitzer.

O jornalista disse ao Miami Herald, “Eu estava atordoado no começo” e acrescentou “é interessante ver como um jornal semanal de Seattle pode produzir algo que ressoa neste nível” disse Sanders. Mais tarde, a companheira de Teresa Butz escreveu um ensaio instigante no The Strange intitulado “Eu gostaria que você soubesse meu nome”.

O acusado do crime, Isaias Kalebu, foi condenado a prisão perpétua sem condicional.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s