Trabalho

Vinhos sem preconceitos

vinhos africanos

Por Nelson Neto

Publicado na Black Card Lifestyle

Depois de morar na África do Sul e conhecer os vinhos que são produzidos por lá, o empresário Raphael Malagó resolveu compartilhar esta experiência com os brasileiros. Junto com seu sócio e amigo Guy Helou, abriu a Qual Vinho, importadora de vinhos sul-africanos. A marca, que começou em 2010, deu certo, e na última terça-feira, dia 28, eles apresentaram no Bistrô de Paris diversos rótulos para importantes sommeliers da cidade de São Paulo, entre eles estavam presentes os dos restaurantes Bela Cintra, Rascal, Le French Bazaar e outros.

Black Card Lifestyle conversou com Raphael sobre o crescimento da Qual Vinho e também sobre a importância dos vinhos oriundos da África do Sul. Garrafas como a Mullineux Family Wines Syrah 2009 e Oak Valley Chardonnay 2010 foram destaque do evento. A partir de outubro, três rótulos chegarão aos consumidores premium da importadora: Mullineux Family Wines Syrah 2010 Schist e Mullineux Family Wines Syrah 2010 Granite.

Estes dois vinhos são os Single Vineyards que dão vida ao Mullineux Family Wines Syrah. Há apenas 1.000 garrafas produzidas de cada um deles, além dos Vilafonté Series C 2009 e Vilafonté Series M 2009, que também virão para o Brasil em outubro. Estes dois vinhos são produzidos por Zelma Long, a criadora do célebre californiano Opus One.

De acordo com Guy Helou, eles vão à África “praticamente todos os meses, para pesquisar novos rótulos e negociar a importação destes vinhos”. Regiões como Stellenbosh, Paarl e Franscchoek são as mais conhecidas no cenário mundial por serem as primeiras a produzirem vinhos finos “e ainda continuam a produzir excelentes produtos. Stellenbosch ainda produz 75% dos vinhos mais caros da África do Sul”, explica Raphael Malagó.

Outra região que garante a qualidade do vinho deste continente é Swartland. “Conhecida por suas plantações de trigo, vem produzindo excelentes vinhos com uvas das castas Syrah, Grenache, Mourvedre e Chenin Blanc”, ressalta Raphael, e complementa dizendo que Elgin e Hemel en Arde são outras regiões que também levam grandes pontuações pelas instituições que avaliam a qualidade destes vinhos.

Atualmente a Qual Vinho oferece um portfólio de 16 rótulos, mas até o final de outubro serão mais de 22 opções com preços que variam entre R$ 20 e R$ 370.

Serviço

Rua Costa Carvalho, 561

Pinheiros – São Paulo

3032-1007

 www.qualvinho.com.br

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s