Portal MixBrasil, Trabalho

Sandro Ka conta como desenvolveu as peças de sua exposição em Porto Alegre

Exposi ̄o mistrura objetos religiosos e infantis e d£ brecha para reflex￵es sobre sexualidade

Exposi ̄o mistrura objetos religiosos e infantis e d£ brecha para reflex￵es sobre sexualidade

Por Nelson Neto

 Com cerca de 40 obras de uma produção de 10 anos do artista gaúcho Sandro Ka, a exposição “Deixa Estar” ganha exibição a partir da próxima terça-feira, 9, no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Por meio da apropriação e justaposição de brinquedos, bibelôs e estátuas religiosas, produtos industrializados e de massa, o artista aborda temas de interesse da imaginação infantil e religiosa, entretanto, ele não se desvincula do militante dos direitos sexuais que é. Desta forma, Sandro e suas obras deixam a leitura da exposição mais ampla, levando os questionamentos aos campos da religião, infância e sexualidade.

Questões sociais ligadas aos direitos igualitários não foram o ponto de partida do artista para a elaboração das obras, mas ele revela que “por ser militante, fui percebendo que os discursos foram se aproximando e dá também esta oportunidade de leitura. Quando coloco um veado na frente de Cristo, ou crio uma imagem de Cristo com uma cabeça de veado olhando para um veadinho, acabo levando esta leitura. Estamos em um momento super apropriado para este tipo de discussão” O foco da exposição está nos últimos cinco anos de pesquisa do artista, e ele diz que o diálogo com a sexualidade “não é o disparador das obras, mas está embutido no conjunto. Não consigo separar o artista do militante”. Como o repertório usado na exposição faz parte do senso comum e afetivo da sociedade, é possível dialogar de diversas formas entre o expectador e a obra, sendo ele gay, religioso ou uma criança.

 A exposição “Deixa Estar” está no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, na Galeria Sotero Cosme, que fica na Rua dos Andradas, 736, 6° andar da Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre. Aberta para visitação de 10 de julho a 11 de agosto, de segunda-feira das 14h às 19h, de terça à sexta-feira das 10h às 19h, sábado, domingo e feriado das 12h às 19h. Informações no telefone (51) 3221 5900.

 

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s