Jornal Mais Notícias, Trabalho

Crianças especiais são inclusas em escolas municipais regulares de Ribeirão Pires

Ao entrar no espaço dedicado ao grupo de Orientação Pedagógica Especial, da Secretaria da Educação de Ribeirão Pires, a reportagem do Mais Notícias se encontra com uma equipe que, mesmo sobrecarregada, tenta atender todos que buscam por ajuda. “Nós atendemos 231 crianças em toda a rede de educação do Município de Ribeirão Pires, atendemos todos os tipos de crianças como deficiência, síndromes ou transtornos”, diz a coordenadora educacional Tatiana Bergamin, em sua sala com a equipe com seis orientadoras. “Elas atendem de alunos a pais e professores, no que eles precisam”, explica Tatiana.

A partir do atendimento com as orientadoras, o grupo pedagógico encaminha cada caso da para especialista da área que são desde “psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais até fisioterapeutas”, conta Tatiana afirmando que a nas escolas municipais de ribeirão há seis crianças surdas na rede, “e todas são atendidas por interpretes”.

Mesmo a questão da acessibilidade dentro das escolas não ser um assunto da Secretaria de Educação, Tatiane diz que as escolas sempre são adaptadas quando necessárias, dentro dos seus projetos estruturais.

Tão igual quanto diferente

PATRICK932784932874

Foto: Ygor Andrade

Em uma das salas de aula da Escola Municipal de Professor Valberto Fusari, no Complexo Ayrton Senna, diversos alunos se divertem com brinquedos, enquanto Patrick Siqueira, de 2 anos, passa desapercebido pelos professores e outros colegas de salas, mas o que ele tem de diferente? “Ele nasceu com uma síndrome considerada rara conhecida como Síndrome de Proteus, onde os membros do corpo crescem desordenados”, explica a Suelen Mendonça, mãe do Patrick.

“O trabalho da nossa equipe é integrar estas crianças no convívio social”, explica Edneia Cristina Lourenço, uma das orientadoras que acompanha o dia a dia do Patrick. Patrick está tão incluso em sala de aula que ele já não é mais especial, e sim mais um aluno de tantos outros da escola. Ser incluso na sociedade é um direito, e “lutar por direitos iguais não significa dar privilégios, mas dar as mesmas oportunidades as diferentes pessoas”, explica Tatiana.

De portas abertas

A diretora da escola, Marli Elizabeth Evangelista explica a importância da inclusão de alunos especiais em salas de aulas desde o ensino infantil: “conviver com as diferenças desde a infância colabora para a criação de uma sociedade com um sentido mais humano de igualdade e suas pluralidades”.

O que é a Síndrome de Proteus?

É uma doença congênita que causa crescimento exagerado e patológico da pele e membros. No cinema, a síndrome é explorada no filme “O Homem Elefante”, dirigido por David Lynch, em 1980.

*Publicado no Jornal Mais Notícias
Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s