Contos, Crônicas & Outros textos

Nunca vá para Paris – por uma ex-namora maluca

Sabe aquele ex-namorado canalha, safado, pervertido e que nunca levou o namoro a sério? Mas, apesar dos pesares, você teria um remember, nem que por uma noitinha que fosse para se perder entre aqueles braços, pernas, peito, pescoço, boca, orelha… ah! O cheiro dele. Isso é o que mais afoga. O cheiro dele. Depois de um ano sem trocar uma sílaba, rola um reencontro e ele ainda usa o mesmo perfume e ouve as mesmas músicas no carro. A barba parece estar rigorosamente cortada como no primeiro encontro há um ano.

O título sintetiza o que é sair com este tipo de ex-namorado. Ou seja, é como ir para Paris de férias e ter que voltar para casa sem os franceses, sem a Torre Eiffel, sem os vinhos, sem o Arco do Triunfo.

A única coisa que resta de lembrança é aquele chaveirinho de seis euros e uma camiseta escrito “J’ S2 Paris”.

Então, nunca vá para Paris, pois é o mesmo que nunca saia com seu ex.

Não acaba por aí.

O pior é quando, depois do “trabalho” – muito bem feito – termina, ele vai embora ao meio da noite e deixa outro lado da cama vazio, gelado, ocupado apenas pelos lençóis ainda com seu cheio e suor. Sempre digo, o lado frio da cama é igualmente comparado com o lado escuro da Lua e da vida. São terras perigosas que não valem a pena passar as fronteiras. Dica: agarre-se em um travesseiro e fique no seu cantinho da cama de sempre.

Então, o sol nasce. Você acorda no quarto sozinha e vai tomar um banho. Está tudo O.k. Até que você acaba agarrando a toalha que ele usou na noite anterior e o perfume dele está costurado junto ao pedaço de pano!

Não!

Por qual motivo, Senhor?

Tudo o que lhe resta é se vestir e não ficar mais um minuto ali.

Caso tudo tenha rolado em um motel – ótimo – é só ir embora e não voltar nunca mais naquele lugar. Caso tenha sido na sua casa, saia imediatamente e ligue para a diarista e diga para ela desinfetar tudo. Trocar lençol, edredom, fronha do travesseiro… mas saiba que não adianta, ex-namorado é que nem gripe – demora 10 dias para você realmente se recuperar.

Um ano sem trocar uma palavra, uma curtida ou cutucada no Facebook.

Nada!

Absolutamente nada.

Por qual diacho ele aceitou o contive para sair, tomar uma cerveja, contar as novidades?

Está tudo errado.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s