QUANDO A LITERATURA SAI DO ARMÁRIO

Por Nelson Neto Foto de divulgação de Sergio Viula “Uma vez lado a lado com o grumete, sentindo-lhe o calor do corpo a corpo roliço, a branda tepidez daquela carne desejada e virgem de contactos impuros, um apetite  selvagem cortou a palavra ao negro. A claridade não chegava sequer à meia distância do  esconderijo onde… Continue lendo QUANDO A LITERATURA SAI DO ARMÁRIO

Anúncios

Quando a literatura sai do armário

Por Nelson Neto Foto de divulgação de Sergio Viula “Uma vez lado a lado com o grumete, sentindo-lhe o calor do corpo a corpo roliço, a branda tepidez daquela carne desejada e virgem de contactos impuros, um apetite  selvagem cortou a palavra ao negro. A claridade não chegava sequer à meia distância do  esconderijo onde… Continue lendo Quando a literatura sai do armário